Comerciante oferece ‘sexo grátis’ para vender panelas no DF

Roberto Lima diz que usa ‘marketing de guerrilha’ para divulgar produtos.
Ele já fez divulgação com Bin Laden e Obama para vender fogo de artifício.


O comerciante Roberto Cabral de Lima, 47 anos, conhecido como “Batata”, gosta de inovar na estratégia para alavancar as vendas em seus dois estabelecimentos no Núcleo Bandeirantes, em Brasília. A última campanha promocional que adotou insinua que ele oferece “sexo grátis aqui”, mas assim que o consumidor se aproxima da faixa, instalada na fachada da loja, percebe a mensagem completa: “Na compra de uma panela de pressão, não importa qual o seu SEXO ganhe GRÁTIS uma maravilhosa caneca Mimo AQUI no Hospital das Panelas”.

Roberto 'Batata' ao lado da nova faixa que colocou diante da loja de panelas (Foto: Arquivo Pessoal/Roberto Cabral de Lima)

Segundo Batata, a estratégia surtiu efeito de imediato. “Eu vendia cerca de 30 panelas por mês. Hoje, vendo entre 60 e 70 panelas. A curiosidade das pessoas se transforma em clientela. A diferença é que eu trabalho com um produto diferenciado, que não se acha facilmente por aí. Trabalho com todo tipo de panela, feitas com os mais diversos materais. É isso que ajuda nas vendas também.”

O comerciante, que estudou até a 8ª série, disse que gosta de ler sobre publicidade e marketing. “Adoro saber as novidades sobre as fórmulas de divulgar um produto. Adotei a estratégia de marketing de guerrilha para aumentar as vendas e divulgar minhas lojas.”

Batata afirmou que já usou Barack Obama e Osama Bin Laden em suas campanhas promocionais. “Uma campanha que fez bastante sucesso foi a que fiz com o presidente dos Estados Unidos. Mandei fazer um outdoor com uma foto minha ao lado dele e com uma mensagem falando que ele tinha comprado fogos de artifícios em minha loja.”

No outdoor, Obama dizia o seguinte: “Eu ganhei porque usei os fogos do meu amigo”. Na sequência, outra mensagem dizia: “Faça como Obama! No natal e réveillon, use os fogos do Batata”. Na campanha com Osama Bin Laden, ele colocou o terrorista com uma panela de pressão no colo e o slogan “Cuidado que explode”.

“Já recebi muitas ligações de estudantes de marketing, de professores e publicitários para elogiar minhas estratégias. Muita gente para tirar foto da faixa. Eu aproveito para mostrar a loja e meus produtos. Aqui tem panela de pedra-sabão, inox e alumínio. Mas gosto de aproveitar essa visibilidade toda para ensinar as donas de casa a usar as panelas de pressão de forma segura”, afirmou Batata.

O professor João Bosco dos Santos, mestre em marketing e professor da União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo (Uniesp), disse que a estratégia adotada por Batata não pode ser chamada de “marketing de guerrilha”. “O que ele faz, teoricamente, é uma ação promocional pontual. Seria marketing de guerrilha se ele usasse a mesma mensagem em diversas formas de divulgação, usando panfletos, outdoor e faixas, por exemplo. Além disso, ele teria de usar essas ferramentas em diversos pontos ao mesmo tempo.”

Fonte: http://g1.globo.com

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s