Mini outdoors

Mais uma ação que foca no tamanho do carro Mini Cooper. Com criação da BBDO de Toronto, foram instalados mini outdoors pelas ruas da cidade.

Uma “grande sacada” não?

Fonte: http://aletp.com

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

Caju e Castanha desafiam o Google Instant Search.

Quer maneira melhor e mais divertida para mostrar velocidade e criatividade, do que usando uma dupla de repentistas? Pois é, foi o que Google fez para mostrar o quanto o sua busca é rápida, “inteligente” e instantânea.
Google Instant Search é,  segundo o próprio Google, uma avanço na tecnologia em buscas online, e pode economizar de 2 a 5 segundos por pesquisa, devido a sua busca inteligente, ajudando o usuário a encontrar o que busca, com “previsões” feitas por ele, antes mesmo de você termina de digitar.
A mudança é realmente visível, pois antes mesmo de terminarmos de digitar o conteúdo que buscamos, já somos direcionados para a página, sem clicar no botão “pesquisa google”.
Caju e Castanha são os protagonistas do comercial e desafiam o Google Instant Search para um repente!
Veja que bacana!

Fonte: http://www.jogaojob.com.br/

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

O primeiro pôster amplificador do mundo

Para promover a Radio Rock de Curitiba (91 Rock), a JWT criou uma ação com o DNA roqueiro da emissora:o primeiro pôster amplificador do mundo. Uma versão compacta de auto-falantes foi embutida no miolo de um pôster exclusivo da rádio.

Com 7 centímetros de espessura, o pôster da ação “Plug’n Play” convida o público a conectar sua guitarra e fazer um pocket show nos locais de exibição. Os pôsteres amplificadores foram instalados em lojas de discos, bares e outros pontos de encontro dos aficionados por Rock. Confira os vídeos da ação:

Fonte: http://comunicadores.info

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

WWF: Panfletagem Ecológica

Como nem sempre prestamos atenção do uso consciente de papel, a WWF Hungria em parceria com a Akció 360 e Umbrellacriaram uma campanha de panfletagem mais ecológica do mundo com o objetivo de impactar o máximo de pessoas possíveis.

Utilizando apenas 1 folheto, a ação consiste em dois voluntários vestidos de panda perto da escada rolante dentro de um shopping movimentado para entregar uma mensagem. O resultado foi que 250 mil pessoas foram impactadas e a intervenção gerou mídia espontânea em diversos blogs do mundo todo. A mensagem dizia: “Apenas uma cópia foi impressa, porque acreditamos que ele pode convencê-lo a dar 1% do seu imposto para a preservação. Ajude a salvar as florestas. 2011 é o Ano das Florestas.”

Fonte: http://www.comunique9.com.br/

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse


Supor: A Panela Gigante

Visando divulgar as panelas “Works” mundialmente famosas da fabricante Supor e ainda criar uma alternativa nas frituras para os consumidores, a agência Leo Burnett resolveu instalar uma panela gigante em cima de uma chaminé industrial na China.

 

 

 

 

 

 

 

 

A ideia foi mostrar de uma forma diferenciada que suas panelas emitem menos fumaça durante o cozimento que as convencionais. O resultado da ação mostra a grande visibilidade que teve entre as pessoas que passavam pelo local, registrando o momento com diversas fotos e vídeos. Confira a intervenção no vídeo-case abaixo.

Fonte: http://www.comunique9.com.br/

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

Bad Liebenzeller: Beba Água

Para incentivar o consumo e ainda mostrar os benefícios de beber água, a agência alemã Grabarz & Partner criou para a marca de água Bad Liebenzeller, um efeito de refração no rótulo com a imagem de uma modelo de biquíni na garrafa.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao esvaziar a garrafa, a imagem da modelo na garrafa encolhe, dando a sensação de ilusão de ótica que ela está mais magra. A ação termina com a mensagem: “Water has no calories, curbs the appetite and stimulates the metabolism.” (Água não tem calorias, controla o apetite e estimula o metabolismo). Confira no vídeo abaixo o efeito aplicado na prática.

Fonte: http://www.comunique9.com.br/

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

Livraria Saraiva faz ação pelo mês do rock

Dia 13/7 se comemora o Dia Mundial do Rock e em comemoração, hj o post é especialmente dedicado a este dia.

Com o mote “um show de ofertas”, subtítulo “Só os preços não são cabeludos” e títulos bem humorados criados a partir do universo dos fenômenos do rock, a Luminas fez com que a Saraiva causasse impacto no mês do rock.

Abraçando eventos e datas sazonais, a Saraiva tem investido verticalmente na possibilidade de atrair para as lojas o público segmentado para cada ocasião. Um exemplo disso foi o investimento nas quinzenas do “autoconhecimento”, “MPB” e “jurídico”.

Para divulgar o conceito, foram criados anúncios de revistas dirigidas, peças de mídia online e posters que foram espalhados por toda a loja.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.adnews.com.br/ 

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

As 5 melhores plataformas E-commerce

Quando se trata de plataformas abertas para e-commerce, existe várias opções para escolher. Aqui, vamos dar uma olhada em 5 das mais interessantes, que estão disponíveis no mercado. Lembrando que não é uma tarefa fácil encontrar uma plataforma perfeita.

Cada um tem seu próprio conjunto de prós e contras, e foram criados para diferentes tipos de público. O Cadastro de produtos e a personalização de sua loja pode ser muito demorado, por isso certifique-se de ter estudado várias plataformas, antes de tomar uma decisão final para integrar um em seu site.

1 – Magento

É só você olhar para a lista de clientes Magento para perceber o que é uma excelente peça de software open-source. Samsung, The North Face, Stussy e Nespresso todos usam em suas lojas online.É utilizado por 30 mil comerciantes e é a plataforma ecommerce que mais cresce no mundo. Você tem que pagar pela versão Enterprise, que é cheio de recursos extremamente úteis, tem também a versão Community, destinado somente para os desenvolvedores, é livre para fazer o download e usar.

2 – osCommerce

osCommerce é absolutamente livre sob a GNU General Public License e atende muito bem às necessidades da maioria das pessoas. Não é surpresa, considerando-se como é fácil de configurar e executar, ele é extremamente popular, utilizado por mais de 228.700 lojas online. Tal popularidade vem com uma desvantagem significativa no entanto, torna mais difícil para você diferenciar sua loja de milhares de outras pessoas lá fora. Se você quiser se destacar na multidão, você vai precisar usar alguns dos 5.800 add-ons disponíveis, alguns dos quais terá que pagar.

3 – OpenCart

Muito bom, é extremamente escalável. Você pode criar um número ilimitado de categorias, vender um número ilimitado de produtos, aceitar várias moedas, usar vários idiomas, e escolher entre mais de 20 métodos de pagamento e oito de transporte. É fácil de usar e modificar. Não é tão popular como osCommerce, mas tem uma aparência melhor. Veja um exemplo real que fiz em uma tarde com

o OpenCart http://www.tenhaestilo.com/

4 – Spree E-Commerce

Spree é uma plataforma de comércio eletrônico de código aberto para o Ruby on Rails.Características úteis incluem suporte para mais de 50 tipos de pagamento,  e vários outros benefícios que pode salvar os comerciantes de muito tempo e esforço. Ele também vem com o Google Analytics embutido

5 – PrestaShop

PrestaShop é uma outra solução robusta e de qualidade profissional que você pode baixar, instalar e utilizar gratuitamente. No back-end da aplicação, você vai usar vários recursos para gerir o seu negócio on-line (incluindo estoque, pedidos, transporte, e clientes) em tempo real. Pagamentos do seu cliente são enviadas diretamente para sua conta bancária utilizando as mais recentes tecnologia de segurança.


6 Exemplos criativos de tipografia em movimento.

Neste post selecionamos alguns pequenos filmes feitos com After Effects, animação stop motion e outras técnicas com emprego da tipografia em movimento. Nestes vídeos, o texto é apresentado de forma a transmitir ou evocar uma determinada ideia ou emoção.

Se você tem um exemplo de tipografia cinética que você gostaria de compartilhar conosco, sinta-se à vontade para postar um link nos comentários deste post.

1. D-Tronics from Manny Garza

2. Citizen Cope – Let the drummer kick it

3. Rockwell from Jordan Clarke

4. Typography On My Mind from Toke Blicher Møller

5. Typography in Motion by I Love Typography

6. Stop and Think – Talking Head

Siga-nos pelo Twitter: @comunikse

10 maneiras para salvar um site

Existem inúmeras razões para que tão poucos sites estejam trazendo retorno para as empresas. Um dos motivos pode ser o design. Siga estas dicas e aumente as suas chances de sucesso:

1. Menos é mais. Faça o site leve e rápido

Se você esta vendendo um produto ou serviço na Internet, não se deixe levar pelos “artistas” da rede. Mantenha o foco em sua mensagem. Ninguém quer ver um layout cheio de animações e gravuras que nunca terminam de baixar.

Tenha em mente que se não ajuda a vender não serve. Não faça nada só porque os outros estão fazendo. Construa um site para agradar ao cliente, não ao chefe.

Lembre-se que “a imagem seduz, mas é o texto que vende”. Se você quiser passar sua mensagem não deve escondê-la. Use um layout limpo e elegante, clean. Simples, mas não simplório.

Você tem apenas alguns segundos para conquistar a atenção do Internauta. Mantenha as páginas leves, use poucas imagens, bem colocadas e comprimidas. O texto deve ser direto e objetivo. Especialmente na página inicial.

2. Padrão

Todos nós temos uma “zona de conforto”. Gostamos de nos sentir acomodados e seguros. Imagine chegar em casa todos os dias e a cor das paredes estar diferente? No começo pode ser um “barato”, mas depois de algum tempo, você começa a ficar ansioso e inseguro.

Da mesma forma, mudar a cara de cada página torna as pessoas confusas e impacientes. Elas podem pensar que estão em outro site e quando você menos espera, estarão mesmo.

Mantenha o mesmo padrão em todas as páginas. É fácil, basta:

* Usar as mesmas cores, molduras, botões, fontes e demais elementos em todas as páginas.

* Deixar a logomarca da empresa sempre na mesma posição.

* Se o menu está à esquerda, deixe-o lá o tempo todo, se estiver à direita, idem.

Além de tudo, mantendo um layout padronizado você passa uma impressão mais profissional.

Pense no Mac Donald´s: uma franquia com centenas de lojas em todo o mundo, todas iguais. Você sabe que em todas elas vai encontrar o mesmo serviço e a mesma satisfação.

3. Navegação

A palavra chave é simplicidade. A Internet já é um labirinto de informações. Conheço diversas pessoas que ficam loucas quando têm que achar alguma coisa. Então não complique, torne a navegação em seu site simples e direta.

Todas as páginas devem estar a dois, no máximo, três clicks de distância umas das outras. Você pode conseguir isto colocando menus para as áreas principais do site em todas as páginas.

Uma forma de testar a navegação do site é chamar alguém, de preferência, sem muito conhecimento. Peça a ele que encontre alguma coisa que VOCÊ sabe que está lá, só não diga como.

Outra forma é imaginar-se um iniciante na Internet e verificar se seria difícil encontrar alguma informação.

4. Fale conosco

Já tentou entrar em contato com a empresa e se perdeu no labirinto de links e páginas sem encontrar o email ou telefone da mesma? Eu já e aquela empresa perdeu um possível cliente.

Para evitar este problema, coloque seu email em todas as páginas. Se necessário faça um formulário de contato com poucos campos para o usuário preencher. Apenas o nome, email, telefone (caso haja algum problema com o email) e um espaço para a mensagem são necessários. Você poderá pedir as outras informações mais tarde. O importante agora é fazer contato.

5. Logos e imagens

Já disse que ninguém quer esperar dois minutos para ver uma gravura que nunca termina de carregar. Mantenha suas imagens a um mínimo possível. Se você tem que usar muitas imagens para passar sua mensagem, uma palavra: compressão.

A imagem é uma parte importante do site, mas pode torná-lo muito pesado. Para evitar ou pelo menos minimizar este problema, use compressores de imagens. Existem diversos disponíveis no mercado, inclusive alguns gratuitos.

6. Fontes (famílias de tipos de letra)

Use apenas uma fonte em todo o site. Se quiser usar mais de uma fonte, use apenas para destaques, citações e títulos. Mantendo a variação de tipos de letras ao mínimo, você garante um visual mais padronizado e limpo. É muito mais profissional.

Outra razão é que há poucas “fontes padrão” na Internet. Arial, Verdana, Courier e Times New Roman são algumas delas. Se você usar alguma fonte fora dos padrões, pode ser que os usuários não vejam as páginas como foram criadas.

Mantenha o padrão.

7. Espaço em branco

Tão importante quanto às notas de uma canção são as pausas. Pergunte a qualquer músico.

O mesmo ocorre no design de qualquer peça publicitária. Deixe que as palavras saltem da tela, colocando bastante espaço entre elas. Deixe o texto ‘respirar’. Use margens à esquerda e a direita.

Seguindo estas sugestões, o visual ficará muito mais limpo, agradável e profissional.

8. Becos sem saída

Um beco sem saída é uma página aonde não existem links para sair dela.

Pense no site de uma forma que não precise dos botões do browser para navegar, ou seja, se precisar clicar no botão voltar, tem alguma coisa errada.

Você pode colocar um link nas páginas, mas esta não deve ser a única forma de sair da página.

9. Links mortos

Links mortos são aqueles que estão no menu, mas ainda não foram criadas as páginas correspondentes ou, pior ainda, levam a uma “página em construção”.

Se a página não existe ou não está completa, não coloque indicações para ela, no futuro você poderá colocar os links e destacar que a página é nova, tornando o conjunto mais dinâmico e trazendo maior impacto. Além de tudo, links mortos dão um ar de falta de profissionalismo.

Páginas com a mensagem “em construção” causam uma frustração enorme ao internauta, afinal ele espera encontrar a informação, mas ela não está lá.

Veja que um site de verdade, estará sempre em construção. A construção só termina com o fim do site ou da empresa.

10. Links quebrados

Teste todos os links em todas as páginas, sempre. Links quebrados, ou seja, os que levam a páginas de erro ou não existentes.

Se você tem muitos links externos (para outros sites), teste-os de vez em quando para manter a integridade do site.

Esse assunto gera muita polêmica entre os artistas gráficos e outros profissionais envolvidos no desenvolvimento de websites.

Pode ser que estas dicas não salvem seu site do fracasso, mas tenha certeza que elas ajudam. Além de um bom design você vai precisar de um bom produto, tráfego, atendimento de qualidade e ferramentas de analise, mas isto é assunto pra outro dia. Até lá.